Nova York: O caminho da Arte. O primeiro de uma série de posts

May 30, 2014 by


 New York, 30 de Outubro – 2013


Vou começar a postar aqui no meu BLOG textos sobre arte que comecei a escrever em Outubro de 2013, a partir de um convite de Rogerio Campos, brasileiro de Recife – blogueiro do “Se Liga Zé” > http://seligaze.blogspot.com.br/p/o-fato.html

Aqui segue então um papo sobre Arte em Nova York, e no mundo todo … e tudo mais que me interessa!

Gostaria de me apresentar primeiro. Meu nome é Luiz Vilela e gosto de Arte. Eu vivo de Arte. Crescí numa fazenda no Sul de Minas no Brasil. Mais tarde fui morar na praia do Leblon, no Rio de Janeiro, cidade que me encanta. No Rio, eu estudei Arquitetura e Urbanismo na FAU-UFRJ. Me diluí na vida cultural daquela cidade, nos shows do Canecão, nos teatros do Shopping da Gávea, no teatro Municipal, nas aulas de arte no Parque Laje, no Museu de Belas Artes, e em muito mais. Um amigo, mestre, e grande artista plástico me sugeriu que fosse estudar em Nova York. “E lembre Luiz, as nossas escolas são tão boas quanto as de NYC – mas o que você vai aproveitar mesmo naquela cidade é o que só Nova York pode te proporcionar: a mistura e ebulição de gente e cultura. A energia da cidade que não pára nunca. O que vai ser bom para você em Nova York é poder ir ao Metropolitan Museum of Art, poder assistir à um show da Laurie Anderson na Brooklyn Academy of Music, assistir ao American Ballet Theater, ouvir uma palestra da Annie Leibovitz.” E assim fiz. Mudei para Nova York e desde então moro nos Estados Unidos. Já sou maior de idade aqui: fazem 18 anos! Depois de trabalhar por muito tempo no departamento de arte de uma editora de livros eu resolví dedicar tempo integral ao meu trabalho de pinturas, o que faço agora no meu atelier, numa cidadezinha escondida na região mais pitoresca que conheço em terras americanas. E estou no meio de tudo: perto de Nova York, de Filadelfia, de Washington D.C. e de Boston.

Quando Rogerio me convidou para contribuir para o BLOG “Se LIga Zé” e para falar sobre Arte em Nova York eu fiquei meio perdido pensando no que falar primeiro. É muita coisa! Portanto, vou começar pelo começo, os locais e as atividades as quais eu acho mais importantes na cidade, as coisas das quais eu gosto. Eu leio tudo, qualquer coisa que me cai nas mãos. Sou curioso e quero saber o que está acontecendo. O pessoal da editora, quando chegava algum conhecido deles na cidade para passear, eles vinham me perguntar sobre o que estava acontecendo na cidade e onde seus amigos deveriam ir. Então este primeiro texto que vou escrever é um mini-guia para os viajantes que pretendem visitar a cidade. Vamos lá:

Uma das melhores fontes de informação cultural na cidade é a revista semanal TIME OUT MAGAZINE que pode ser encontrada em qualquer banca de jornal. A revista mensal WHERE, que é muito popular, a qual que você encontra nos hotéis da cidade eu não a considero tão boa, ela se dirije aos turistas mesmo com informações gerais mas não tão específicas. Outra publicação semanal que eu acho excelente, com boas matérias, é a revista NEW YORK. Mas a melhor revista cultural e de informação na America é a revista semanal THE NEW YORKER. Quando me mudei para NYC, uma amiga escritora que mora na cidade e que sabe de tudo, mas tudo mesmo da Grande Maçã, me disse: “Se você tiver que escolher uma publicação para ler, leia a THE NEW YORKER pois ela publica os melhores escritores, os melhores fotógrafos, os melhores cartunistas, os melhores artistas.” O jornal THE NEW YORK TIMES despensa explicações: está tudo lá e no mesmo nível da THE NEW YORKER. Com isto, você vai estar bem informado de como morder a maçã sem quebrar os dentes.

IMPORTANTE: 1) Antes de ir a qualquer lugar, por favor, confira com o concierge no hotel se os lugares estão abertos. Nova York é ligada na tomada 24 horas por dia, mas os horários são malucos. Então confira antes de ir. 2) Nos Estados Unidos a lei é: “respirou, pagou!” E viva o Capitalismo! Todo mundo quer fazer dinheiro. Portanto, “dê gorjeta!” E contribua para a boa imagem do brasileiro. Para quem gosta de visitar galerias de arte, a maioria delas saiu correndo do SoHo quando as lojas invadiram o lugar trazendo uma multidão de turistas.

E elas foram para um lugar bem escondido (na época, anos 90 – porque hoje não é tão escondido assim), uma região na beirada da ilha, fica no oeste do bairro Chelsea onde só existiam borracharias, oficinas, garagem de taxis e armazéns. É o quadrilátero entre as avenidas 10 e 11, e da rua 21 até a rua 26, mais ou menos. Consequentemente, como aconteceu no SoHo nos anos 80, fizeram tudo mudar em volta: atrás das galerias e marchands veio o público de arte que precisava comer e beber, então abriram bares, cafés, restaurantes. Não tem muitas lojas … ainda…. Mas uma butique de luxo e bastante ‘cool” seguiu o caminho da Arte. A Comme des Garçons (520 W 22nd St – fone: 212-604-0013), da japonesa Rei Kawakubo, mudou para o Chelsea também, vinda do SoHo. Lembra de uma cena do filme “Nove Semanas e Meia de Amor”? Quando Mickey Rourke vai comprar roupa para Kim Basinger num porão cinza? Então! … Esta loja, quer dizer, a nova loja da Comme de Garçons no Chelsea, para mim, é uma obra de arte. Não tem sinal na porta. Nada. A porta de vidro na entrada fica num arco de metal num muro comum de tijolos velhos, parece que você vai entrar numa caverna, numa gruta. A loja é um labirinto branco, um “cocoon”. Na primeira vez que eu fui lá eu não conseguí achar a saída – fiquei rodando até que a vendedora, uma negra (azul!) de 2 metros de altura, com a cabeça raspada, que mulher deslumbrante! parecia a Grace Jones, vestida numa saia de bailarina me levou até a porta. Imperdível.

 

Read Comments      Comment

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*

Follow Luiz

Get every new post about Luiz's art delivered to your Inbox.

Join other followers: